CSS - followUS_icons

CSS_Brands_Megadropdown menu

CSS - BabyandMe POPIN

CSS - Benefits

CSS - Nutritional-Program

esconder navegacao

estilo para links e listas

esconder rendimento e cooking time

Compartilhar Artigo
X
37 semanas de gravidez

37ª Semana de Gravidez

Sem muito espaço para se mexer, seu filho tende a manter a cabeça baixa, os braços cruzados e as pernas dobradas sobre o peito. Vai ficar encantado quando puder sair e se esticar!

terça-feira, Fevereiro 5th, 2019

Desenvolvimento do feto. 
Seu pequeno inquilino já não é tão pequeno assim. Você vai perceber que, com a falta de espaço, seu bebê já não dá tantas cambalhotas como antes. Mesmo assim, continua a dar pontapés e cotoveladas ou a mexer a cabeça para mostrar que ainda está presente. Não tenha receio de tocá-lo suavemente e dizer: “Olá, eu também estou aqui”. O lanugo, penugem subcutânea que cobria sua pele, desapareceu e o vérnix caseoso começa a se soltar, flutuando no líquido amniótico. Tenha paciência, ele está se preparando para, em breve, conhecê-la!

 

Mudanças no corpo. 
Em termos corporais, ainda há três semanas de gravidez pela frente. Você está emocionada e preocupada. Quem não estaria? Mesmo assim, tente se manter o mais relaxada possível para dar à luz em condições ideais. Continue a fazer os exercícios de relaxamento e respiração da forma habitual. Caso sinta algumas contrações, verifique tranquilamente a hora, deite-se e relaxe, respirando profunda e regularmente. As contrações desaparecerão. Quando voltarem, confira de novo o horário: se demorar mais de 20 minutos para passarem, ainda não chegou a hora do parto. De modo geral, se as contrações ocorrerem em intervalos de 5 a 10 minutos, ou se a bolsa estourar, está na hora de ir para a maternidade. Acredite, agora falta muito pouco para que você se torne mãe pela primeira vez – ou outra vez, caso esse não seja seu primeiro filho. A sensação de ser mãe é maravilhosa. Encare todo o processo com calma, pois tudo correrá bem. Confie no que dizemos, pois entendemos do assunto.

 

O que comer e o que não comer. 
Uma das perguntas mais frequentes entre as gestantes aborda a questão da ingestão de café, chá ou de um copo de vinho ocasional durante a gravidez. Devido ao teor de cafeína, o chá, o café e algumas bebidas que contêm cola não são recomendados no período de gravidez, devido a seu teor de cafeína. O excesso de cafeína pode ter consequências indesejáveis, portanto é recomendado o consumo moderado dessas bebidas. O melhor é consultar o médico ou, se preferir, optar pelas alternativas descafeinadas. O consumo de álcool, por sua vez, é totalmente desaconselhado na gravidez. Durante a amamentação, o álcool também não é recomendado, de forma nenhuma. Quanto à cafeína, mesmo que consumida com moderação, pode afetar alguns recém-nascidos mais sensíveis, por isso convém evitá-la. 

 

Conselhos às gestantes. 
Você não tem certeza se deseja que seu parceiro a acompanhe durante o trabalho de parto? Se ainda tem dúvidas, talvez seja possível esclarecer algumas coisas antes de tomar sua decisão. Você se sente mais segura quando seu parceiro está por perto ou tem a sensação de que precisa se esforçar para ficar bem? Nesta última hipótese, talvez seja mais relaxante ter uma boa amiga ao seu lado, alguém que já é mãe. Não ignore, porém, o ponto de vista de seu parceiro: procure saber como seria para ele a experiência de ser um espectador durante o parto. Fale abertamente sobre as expectativas e os temores de ambos e tomem uma decisão conjunta. Tente afastar a pressão tanto de si quanto dele. O nascimento deve ser motivo de celebração!

Ler mais

Faça Parte do Clube dos Meus Primeiros 1000 dias

Tranquilidade na maternidade a apenas um clique de distância. Faça parte.

Conteúdo relacionado
As mães comentam este artigo0/5
Buscar

Ainda não encontrou
o que você estava procurando?

Experimente o nosso novo e inteligente mecanismo de busca. Nós sempre teremos algo para você.