CSS - followUS_icons

CSS_Brands_Megadropdown menu

CSS - BabyandMe POPIN

esconder navegacao

estilo para links e listas

esconder rendimento e cooking time

Compartilhar Artigo
X
Bebê chorando no colo da mãe, por Nestlé Baby & Me

5 coisas que você precisa saber sobre a alergia ao leite de vaca

Conheça dados importantes para entender a alergia do seu bebê. 

Quinta-feira, Julho 4th, 2019

Saber identificar um problema de alergia pode ajudá-lo a recuperar seu sorriso e sua tranquilidade.

As alergias alimentares são mais comuns em crianças do que em adultos. A sua ocorrência vem aumentando nas últimas décadas, por conta de uma reação do sistema imunológico após a ingestão, ou contato, com determinados alimentos. Elas possuem manifestações clínicas variadas, que dependem do mecanismo imunológico envolvido. 

Para que você possa ir ao pediatra preparado, utilize um caderno para anotar os sintomas e mudanças de comportamento do seu bebê, como choro depois de comer, cólicas, refluxo, manchinhas ou qualquer anomalia que perceber - desta forma será mais fácil para o seu profissional da saúde orientar o tratamento adequado.

Veja alguns dados importantes:

  1. As alergias alimentares afetam, aproximadamente, 6% das crianças menores de três anos.
  2. De todas as alergias alimentares em crianças, a alergia à proteína do leite de vaca (APLV) é a mais frequente.
  3. A APLV ocorre pela reação do sistema imunológico contra as proteínas contidas no leite de vaca.
  4. O aleitamento materno exclusivo pode reduzir o risco do desenvolvimento de alergias.
  5. A APLV é mais comum em bebês com antecedentes familiares de alergias ou asma.

É importante que você saiba que a alergia à proteína do leite de vaca somente pode ser diagnosticada por um profissional da saúde e, somente ele, poderá proporcionar o tratamento adequado. 

Procure seu médico pediatra de confiança para receber as orientações necessárias.
 

Ler mais

Faça Parte do Clube dos Meus Primeiros 1000 dias

Tranquilidade na maternidade a apenas um clique de distância. Faça parte.

  • Aprenda sobre nutrição no seu próprio ritmo
  • Experimente ferramentas práticas, feitas sob medida
  • Obtenha a ajuda e as respostas que você precisa, sem perda de tempo
Conteúdo relacionado
As mães comentam este artigo0/5
Buscar

Ainda não encontrou
o que você estava procurando?

Experimente o nosso novo e inteligente mecanismo de busca. Nós sempre teremos algo para você.