MyFeed Personalized Content
0 a 5 meses
Artigo
Add this post to favorites

Ansiedade Infantil de Separação: o que é?

0
0 reviews

Veja dicas de como preparar o seu filho para a sua volta ao trabalho 

2mins para ler Jul 1, 2020

A ansiedade infantil de separação é uma fase que as crianças vivenciam quando elas começam a perceber que estão longe dos pais. Essa percepção acontece por volta dos 4 meses de idade, quando eles percebem que a mãe e ele são pessoas distintas. Assim que percebem que a mãe ou pai se afastaram e estão fora do campo de visão, eles choram. O problema é que é justamente nessa época que a licença maternidade de muitas mães acaba e elas precisam passar o dia inteiro na rua.

Saiba quando a ansiedade infantil de separação precisa de uma atenção maior

O choro nos primeiros dias é normal e não tem com o que se preocupar, mas algumas atitudes podem causar preocupação nos pais. Veja abaixo alguns sintomas de ansiedade infantil:

  • Falta de apetite;
  • Irritação;
  • Resfriados leves e frequentes;
  • Sono desregulado.

Caso os sintomas persistam, é importante consultar o pediatra que acompanha o seu bebê. Ele é o profissional mais indicado para diagnosticar e te orientar quanto ao desenvolvimento do seu filho.

Veja dicas de como ajudar o seu bebê durante essa fase

Além de paciência, as mamães e os papais que precisam deixar os bebês em casa ou na creche para trabalhar podem ajudar a amenizar a ansiedade do bebê com algumas atitudes.

  • Não deixe o bebê com alguém que ele não tem convívio. Nos casos de creche, a fase da adaptação é muito importante para que ele se acostume ao ambiente;
  • Se o bebê já engatinhar, quando ele se afastar um pouco (e o local não oferecer nenhum risco à segurança dele), espere alguns minutos antes de ir atrás. Quando a separação é iniciada por eles, todo o processo é mais fácil;
  • Deixe o seu bebê algumas horinhas sob cuidados de pessoas de sua confiança. Assim, aos poucos, ele vai se condicionando e entendendo que você volta;
  • Brinque de “esconde e acha”;
  • Nos primeiro dias, deixe uma peça de roupa com ele. O cheiro familiar da mãe pode ajudar a acalmá-lo;
  • Nunca saia escondida de casa, sem se despedir. Isso ajuda a criar um laço de confiança entre mãe e bebê.

O mais importante em todo esse processo é que você não se sinta culpada em sair para trabalhar e deixar o seu bebê aos cuidados de outra pessoa. Esse sentimento atrapalha o período de adaptação. Em vez de focar nos contras da situação, use o tempo que vocês têm para estar juntos para estar presente integralmente e aproveitar ao máximo o seu bebê.