MyFeed Personalized Content
Pré-Concepção
Artigo
Add this post to favorites

Dicas para tentar engravidar: 7 coisas que podem te ajudar a ficar grávida mais rápido

É claro que todas nós somos diferentes, mas seguir as nossas dicas de fertilidade pode te ajudar a diminuir o tempo em sua tentativa de engravidar.

6mins para ler Jun 13, 2022

Veja 7 dicas para tentar engravidar

O quão rápido você pode ficar gravida? Talvez você esteja tentando ter um bebê já com a idade mais avançada ou apenas se sentindo impaciente, mas a verdade é que cada corpo é diferente. Fatores como a idade do casal, condições de saúde (como por exemplo o peso) e saúde reprodutiva fazem parte do jogo, assim como a frequência com que você realiza sexo sem métodos contraceptivos. E enquanto não há mágica para engravidar com maior rapidez (na verdade, uma mulher saudável de 30 anos tem apenas 20% de chances de engravidar todos os meses), nossas dicas podem ajudar.

 

  1. Caso faça uso de contraceptivos hormonais para o controle de natalidade, procure suspender o uso mais cedo. A contracepção tem como objetivo prevenir a gravidez. Algumas formas, como por exemplo, usar preservativos, diafragma, DIU ou realizar planejamento familiar natural (conhecido também como método do ritmo ou “tabelinha”), não afetam os níveis de fertilidade. Mas se você está utilizando um método contraceptivo hormonal (que utiliza hormônios sintéticos para fazer com que o corpo da mulher pare de ovular), como a pílula, pode demorar alguns meses para o seu ciclo menstrual voltar ao normal, após a suspensão no uso (e 10 meses ou mais se você está recebendo injeções anticoncepcionais). Então, a primeira dica de nossa lista para tentar engravidar, é levar em consideração o tempo para sair do controle de natalidade hormonal, especialmente se você estiver tentando começar uma família mais tarde na vida. Converse com seu médico, em especial caso você não tenha certeza de como sua contracepção pode afetá-la, ou quando e como é melhor suspender o uso de contraceptivos.
     
  2. Entenda e acompanhe os seu ciclo menstrual. Se você deseja ter uma abordagem estruturada ou mais relaxada para tentar ter um bebê, pode ser útil conhecer os padrões do seu ciclo menstrual. Você é mais fértil dentro do período de aproximadamente um dia antes e depois da ovulação (quando seus ovários liberam um óvulo). Isso pode acontecer, por exemplo, no dia 14 de um ciclo que tenha 28 dias. Assim, ter uma ideia de quando você está propensa a ovular pode ajudá-la a aumentar suas chances de engravidar mais rapidamente. Tenha em mente que nem todo mundo tem um ciclo menstrual de 28 dias, e que seus dias férteis podem variar de mês para mês. Veja a nossa ferramenta de calendário de ovulação para estimar a sua janela fértil.
     
  3. Se você possui alguma condição médica que possa afetar a sua fertilidade, como problemas de tireoide ou a Síndrome dos Ovários Policísticos, ou caso você suspeite de qualquer irregularidade no seu ciclo menstrual, procure seu médico para realizar um check-up pré-concepcional antes de tentar engravidar, para que ele possa te aconselhar sobre o tratamento adequado. Embora isso não devesse afetar o quão rápido você consegue engravidar, ter diabetes tipo 1 ou tipo 2 pode exigir um cuidado extra para mulheres que estão planejando engravidar. Portanto, novamente, fale com seu médico.
     
  4. Procure obter um peso saudável para a gravidez. Além de afetar o crescimento e o desenvolvimento de seu bebê, seu peso pode afetar sua capacidade de conceber. Portanto, esforce-se para ter um peso saudável para a gravidez, nem abaixo do peso nem acima do ideal. O IMC (Índice de Massa Corpórea) ideal para a concepção é entre 18,5 e 24,9. Calcule o seu e, se necessário, faça mudanças na sua dieta e na quantidade de atividades físicas, para que seu corpo esteja na melhor condição para a engravidar. Homens também devem saber que ter um IMC elevado pode afetar na qualidade e quantidade de esperma. E não se esqueça de conferir a balança quando a gravidez começar, pois ganhar uma quantidade adequada de peso durante a gravidez pode ajudar a reduzir as chances de ter um bebê muito pequeno ou muito grande. Planeje-se na pré-concepção e busque melhorar a sua dieta e estilo de vida para alcançar um peso saudável.
     
  5. Mantenha-se em forma para a gravidez com exercícios moderados. Ser ativo pode impulsionar a fertilidade, além de te ajudar a ficar com uma boa forma para a gravidez e para o trabalho de parto. Se você já faz exercícios regularmente, mantenha esse ritmo! Se não, procure entrar em forma para a gravidez realizando 150 minutos por semana de aeróbico moderado, como natação, caminhada ou dança rápida, além de exercícios de fortalecimento, como pilates ou ioga, faixas de resistência ou levantamento de pesos em pelo menos dois dias. É importante notar que algumas mulheres que fazem muitos exercícios vigorosos podem enfrentar problemas de fertilidade, como períodos irregulares, e podem querer diminuir os níveis de exercício antes de conceber. Fale com o seu médico se você tiver qualquer dúvida.
     
  6. Tenha uma dieta saudável. Você sabia que aquilo que você come pode impactar nas suas chances de engravidar? Veja o nosso artigo que indica quais alimentos podem ajudar no processo. Na realidade, uma dieta nutritiva e rica em frutas, vegetais e legumes, com muitas fibras e repleta de vitaminas e antioxidantes, provavelmente aumentará a fertilidade feminina e masculina.
     
  7. Para uma gravidez saudável, é fundamental que a mulher não use drogas e nem fume, além de não ingerir bebidas alcoólicas e cafeína. Muitas drogas ilegais, e mesmo alguns medicamentos prescritos por profissionais de saúde, podem ter impacto negativo na fertilidade, além de causarem problemas durante a gravidez. Então, se você e seu parceiro utilizam algumas dessas substâncias, é recomendado que interrompam o uso (mas lembre-se: no caso de medicamentos prescritos, fale sempre com seu médico antes de suspender o uso). O mesmo vale para o hábito de fumar: você e seu parceiro devem parar. Ingerir bebidas alcoólicas também está relacionado com uma queda na fertilidade, tanto para os homens quanto para as mulheres, e com problemas durante a gravidez, portanto, o melhor a se fazer é parar. E se você é viciado em cafeína, reduza o consumo para menos de 200mg por dia (isso é equivalente a duas xícaras de café, quatro copos de chá ou cinco latinhas de refrigerante de cola), pois a cafeína tem sido associada com infertilidade e problemas de saúde do bebê. Na realidade, bebidas açucaradas (com ou sem cafeína) estão relacionadas com uma redução de fertilidade nas mulheres, então o ideal é limitar o consumo a uma vez por semana e evitar tomá-las todas juntas. Ou, caso você esteja preocupada com a duração do tempo que você está tentando engravidar e está se perguntando quais são os próximos passos, veja a nossa lista de quando procurar um médico de fertilidade e o que esperar.