MyFeed Personalized Content
Gravidez
Artigo
Add this post to favorites

Presença ativa do Pai nos primeiros anos de vida do bebê

Sim! Você também é parte deste momento

5mins para ler Jul 15, 2019

Veja a importância da presença do pai nos primeiros anos de vida do bebê


O nascimento de um filho é uma experiência única para a mãe e o pai, mesmo que os dois tenham papéis totalmente diferentes - inevitavelmente a parte mais cansativa fica com a mãe. Mas, isso não significa que o pai será um mero coadjuvante na criação do filho. Afinal, os dois fazem parte de processo e têm muito a ganhar quando é compartilhado.

Com a atenção da mulher voltada quase que exclusivamente para o bebê, é comum que muitos pais se sintam deslocados e sem funções nessa fase da vida, principalmente nos primeiros meses do bebê. Para ajudar esses pais de primeira viagem - ou não -, preparamos uma lista com 9 maneiras de participar ativamente na rotina da casa e na criação do bebê. E lembre-se: mesmo sem amamentar, os pais podem e devem construir vínculos com o bebê!

1. Valorize a comunicação

Parece óbvio, mas falar sobre a vida diária e sobre as coisas que temos que fazer não necessariamente significa que exista uma boa comunicação. Pergunte à sua companheira como ela se sente e como é cada uma das coisas que está vivendo, isso o ajudará a entender e desenvolver empatia. Procure momentos oportunos, é provável que em algumas ocasiões não esteja no melhor humor e simplesmente precise ficar sozinha um pouco. Uma das partes mais importantes que você deve aprender sobre amamentar é entender como funciona para a sua companheira. Pergunte como é para ela, como ela se sente; isso ajudará a você saber como e quando pode ajudá-la.

2. Seja o apoio que a mãe do seu filho precisa

Apoie a decisão da sua companheira de amamentar seu bebê. Talvez no início seja difícil para você, principalmente quando o bebê ainda é recém-nascido e precisa acordar a cada duas horas para se alimentar. Não é uma tarefa simples, mas demonstrar à sua companheira o seu apoios e compreensão fará com que uma noite longa e sem sono seja mais leve (além disso, cada um dos esforços que façam juntos valerá a pena). Para algumas mulheres pode ser complicado amamentar e quando isso acontece, podem se sentir duplamente cansadas e frustradas afetando seu humor e seus sentimentos. Neste caso, você pode ser de grande ajuda lembrando que ela consegue e ajudando-a a se sentir confortável com pequenos detalhes que podem fazer a diferença: desde oferecer um travesseiro para descansar as costas até dizer que é a melhor mãe e que está fazendo muito bem. O apoio que você der tornará tudo melhor.

3. Busque informações sobre amamentação, cuidados com o bebê, etc

Dar apoio à sua companheira, sobretudo durante a amamentação, pode ser complementado a cada dia se você estar sempre em busca de novas informações. Atualmente, existem muitos meios especializados em temas sobre amamentação que podem ajudá-lo a entender o que acontece em cada etapa e quais são as coisas que você pode esperar. Procure sempre em fontes confiáveis, que promovam a amamentação e estejam baseados em profissionais da saúde, como Começar Saudável, Viver Saudável.

4. Seja presente e disponível

Quando sua esposa estiver amamentando, procure não distraí-la assistindo televisão, lendo ou qualquer outra atividade que possa evitar que se envolva neste momento. Você é parte desta fase e é importante que procure estar presente, o máximo que puder. Se você estiver presente quando sua companheira estiver amamentando, você estará inteirado sobre as coisas que ela possa precisar; inclusive pode ser incrível que sua companheira conte como é cada sessão e as coisas que ela vai descobrindo. Assim que acabar, você pode ajudá-la a tirar o ar do bebê ou embalá-lo enquanto ela se acomoda. Aproveite cada momento!

5. Massagens são sempre bem-vindas

Nada melhor do que uma massagem. Algumas das posições para amamentar podem deixar as costas e os braços muito doloridos, sobretudo quando as mamadas são frequentes. Procure massagear suas costas, isso dará alguns minutos de conforto e descanso que muitas mães valorizam.

6. Ajude-a a encontrar a melhor posição

Estar presente quando sua companheira está amamentando, o ajudará a aprender as posições para amamentar e logo se familiarizará com elas para ajudar a sua companheira a se sentir mais confortável, pode ser desde colocar um travesseiro próximo dos seus braços ou costas ou ajudá-la a sentar quando se sentir desconfortável (sobretudo quando seu bebê nasceu através de cesárea!) até ajudá-la a carregar o bebê quando terminar.

7. Comunique aos outros os seus desejos

Muitas mães valorizam o tempo sozinha para amamentar, sobretudo quando o bebê acaba de nascer e estão se recuperando. Você pode ajudar muito a sua companheira organizando as visitas e fazendo que saibam seus desejos: por exemplo, se não está pronta para receber visitas ou se precisa descansar. A mãe deve estar em um ambiente tranquilo e relaxada para amamentar, e você pode ajudar a criá-lo.

8. Alimente seu bebê

Se a sua companheira está muito cansada, ela pode extrair leite - até mesmo deixar congelado - e você pode alimentar o seu bebê enquanto ela tira uma soneca. Esse pode ser um grande e importante momento para passar um tempo de qualidade junto ao seu bebê e criar um vínculo. Com o tempo você verá que cada vez mais se sentirá mais próximo dele.

9. Ajude nas tarefas da casa

Ajudá-la com a limpeza e afazeres da casa também dará um grande alívio à sua companheira para que nem todas as responsabilidades dependam dela. Deixar a casa arrumada, preparar um refeição que ela ama são algumas dessas tarefas que elas vão amar!

Conte-nos: como você ajuda sua companheira em casa quando ela amamenta? Você tem outros conselhos para outros pais?