MyFeed Personalized Content
0 a 5 meses
Artigo
Add this post to favorites

Seu filho e os avós: uma relação muito especial!

0
0 reviews

Saiba por que os avós são tão importantes na vida de seus filhos.

3mins para ler Jul 19, 2019

Viajantes, esportivos, dinâmicos ou que continuam trabalhando. Os avós de hoje sabem como tirar o máximo proveito da vida. E também adoram cuidar dos netos, o que pode ser uma grande ajuda para você, na condição de que não peça para que renunciem às suas atividades e liberdade! Expectativas, compromisso, cumplicidade e momentos muito felizes são os principais ingredientes desta relação tão especial.

Um papel a parte
Os avós têm um papel muito importante na vida de uma criança. Vários psicólogos consideram que são "figuras de socialização secundária", pois eles os guiam nas escolhas que enriquecerão seu mundo inteiro sem as pressões externas, o que muitas vezes os ajudam a amadurecer e se tornam seus confidentes e cúmplices. Igual aos seus pais, os avós transmitem valores aos seus netos e oferecem uma perspectiva diferente sobre o mundo.
 
São considerados como o degrau entre o passado e o presente, pois representam a história da família. Mostram aos seus netos fotos antigas e falam de quando o papai e a mamãe eram jovens. Também são uma grande influência em sua vida e oferecem as bases que lhes permitem crescer com segurança em si mesmos. Se uma criança for cuidada, protegida e guiada tanto pelos avós como pelos pais, será capaz de olhar para o futuro com confiança.
 
Os avós são um grande complemento, ainda mais quando fazem coisas com os netos que, normalmente, os pais não têm tempo de fazer, como brincar, passear pela praça ou ir ao museu. Isso firma as bases de respeito, confiança e confidencialidade.
 

É muito mais divertido com os avós

Além de seu papel educativo, os avós também constroem um laço emocional insubstituível com os netos. Precisa ver como seu filho pula quando seus avós chegam! Os avós, muitas vezes, são os "melhores" com seus netos porque estão livres da responsabilidade de educá-los, estão mais disponíveis, têm tempo para escutar e são geralmente mais tranquilos que os pais (segundo a perspectiva da criança). 
Uma coisa é certa: os pais têm a última palavra quando se trata da educação dos filhos. Para que os avós possam ter limites com os netos, é preciso ser clara desde o início, através de uma lista de regras familiares, por exemplo, que deve ser aplicada também na casa dos avós. Podem ser tarefas muito simples, como: ir para cama às 19h, ler uma história antes de dormir, lavar as mãos antes de comer, dizer se o seu comportamento foi correto e não dar a guloseima que ele quer, etc. Também podem pedir ajuda em situações específicas, porque seu filho sente confiança com eles, por exemplo, quando está aprendendo a ir ao banheiro.
Resumindo: os avós são tudo de bom!