Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.

CSS - followUS_icons

CSS_Brands_Megadropdown menu

esconder navegacao

estilo para links e listas

esconder rendimento e cooking time

Compartilhar Artigo
X
bebê em pé em uma mesa com protetor de quina

Como adaptar a decoração da casa para a segurança do seu filho

Veja dicas para deixar a sua casa segura para o seu bebê 

Sexta-feira, Junho 19th, 2020

Quem tem criança em casa sabe que todo cuidado é pouco quando falamos da segurança deles. Na rua ou em casa, a curiosidade dos pequenos é sempre muito aguçada e isso pode causar alguns problemas: um dedinho na tomada e uma batida na quina de algum móvel, por exemplo, são os mais comuns. Para que o seu pequeno possa explorar a casa com a liberdade que ele precisa para se desenvolver e sem correr riscos, listamos as principais adaptações que todos os pais precisam fazer na casa. Veja abaixo:

Tomadas: como as tomadas costumam ficar mais próximas ao chão, são um perigo e tanto para as crianças quando começam a engatinhar - já que ficam bem na altura dos olhos desses pequenos. Para a segurança deles - e sossego das mamães e papais -, existem protetores de tomadas que impedem que eles coloquem os dedinhos e levem um choque;

Quinas de móveis: quinas de mesas de centro, racks de televisão e qualquer outro móvel em formato quadrado ou retangular são perigosos para as crianças. Quando estão aprendendo a ficar em pé ou andar, eles costumam se apoiar no primeiro móvel que veem pela frente. É muito comum que eles se desequilibrem e caiam durante essa fase. Por isso, as quinas devem estar sempre protegidas com os acessórios de silicone - caso não seja possível a troca por móveis em formatos arredondados;

Janelas: seja em casa ou prédio, é essencial manter bebês e crianças longe das janelas. Além do exemplo em casa - evitar se debruçar na janela, etc -, os pais podem usar as telas de proteção e não deixar sofás, cadeiras ou outros móveis que as crianças possam subir perto das janelas.

Tapetes: os tapetes de tecido costumam ser perigosos para as crianças por dois motivos: eles ficam soltos do chão e a criança pode tropeçar e, dependendo do material, eles podem acumular ácaros e bactérias, causando problemas respiratórios.

Produtos de limpeza: crianças são naturalmente curiosas e toda essa descoberta do mundo acaba passando pela boca direta ou indiretamente, ou seja, quando tocam em algo e colocam a mão na boca logo em seguida. Quando isso acontece com brinquedos ou outros objetos limpos, não tem problema, mas e quando é algum produto químico? Existem muitos riscos com produtos de limpeza, desde uma alergia na pele até sufocamento e intoxicação. Para isso, esses produtos devem sempre ficar fora do alcance dos pequenos. Em locais fechados a chave ou no alto, por exemplo.

Portas: casas com crianças precisam ter atenção em todos os detalhes, inclusive no vento que bate e como ele age nas portas. Uma simples ventania pode fechar uma porta de maneira muito brusca. Quando é um adulto perto, ele tem o reflexo e força para se afastar do perigo, segurar ou fechar a porta antes de bater. Mas e a criança? Uma simples porta batendo pode machucar bastante. Por isso, verifique se todas as portas possuem trava na parede ou um suporte que mantenha a porta no lugar;

Cozinha e banheiro: esses cômodos da casa costumam oferecer perigo às crianças: produtos de limpeza, facas, vidro, fogo e calor do fogão e, por isso, muitos pais preferem limitar o acesso dos pequenos. Para isso, as grades móveis são ótimas opções para deixar a porta aberta e, mesmo assim, impedir a passagem da criança;

Varandas e área externa: essas áreas oferecem bastante risco para as crianças desacompanhadas. Varandas com grades e sem tela de proteção, são perigosas por oferecer risco de queda. Já as áreas externas têm risco da criança comer plantas, cair em desníveis do chão, etc. Para evitar o acesso da criança, use as grades móveis e coloque tela de proteção nas varandas;

Piscina: além de não deixar a criança desacompanhada de um adulto na piscina, é importante deixar a área da piscina protegida com grade e tela na piscina para evitar que a criança entre e se afogue;

Móveis: além das quinas, os pais devem se preocupar com móveis que não são fixos. Cômodas e armários, por exemplo. A criança pode se pendurar e, se não estiver preso em uma parede, o móvel pode virar em cima da criança. Para evitar isso, você pode aparafusar o fundo dos móveis nas paredes e colocar travas nas gavetas;

Escadas: o risco de quedas é bem alto quando existem escadas no meio do caminho dos bebês. Para isso, as grades móveis são, mais uma vez, a melhor aliada dos pais. Nos casos de escadas vazadas em corredores, os pais podem optar pelas telas de proteção ou outra alternativa para impedir a passagem das crianças pelos vãos.

”banner_supreme”target="_blank"

Ler mais

Faça Parte do Clube dos Meus Primeiros 1000 dias

Tranquilidade na maternidade a apenas um clique de distância. Faça parte.

  • Aprenda sobre nutrição no seu próprio ritmo
  • Experimente ferramentas práticas, feitas sob medida
  • Obtenha a ajuda e as respostas que você precisa, sem perda de tempo

Vamos Começar!

Conteúdo relacionado
As mães comentam este artigo0/5
Buscar

Ainda não encontrou
o que você estava procurando?

Experimente o nosso novo e inteligente mecanismo de busca. Nós sempre teremos algo para você.