CSS - followUS_icons

CSS_Brands_Megadropdown menu

CSS - BabyandMe POPIN

CSS - Benefits

CSS - Nutritional-Program

esconder navegacao

estilo para links e listas

esconder rendimento e cooking time

Compartilhar Artigo
X

Gripe ou resfriado: saiba identificar e diferenciar as doenças mais comuns em bebês

Das doenças que cercam os bebês e crianças no início da vida, as afecções respiratórias são de longe as mais comuns.

Quinta-feira, Março 25th, 2021

Quando os primeiros sintomas, como febre, tosse, espirro e secreção começam a surgir, é bem provável que estejamos tratando de uma gripe ou resfriado. Porém, como saber o que é e diferenciar, com tantos sintomas semelhantes, principalmente nos bebês, que ainda não falam? Entenda melhor sobre as diferenças entre as duas doenças e como identificá-las

 

O resfriado tem curta duração e afeta o nariz e a garganta

O resfriado comum é uma doença que pode ser causada por diversos tipos de vírus (estima-se que sejam em torno de quase 200), em especial o rinovírus, e por isso mesmo, ele é bem mais fácil de pegar e seu contágio pode acontecer muitas vezes durante o ano. Além disso, ele apresenta a maioria dos sintomas nas vias aéreas superiores (nariz e garganta) dos bebês, ou seja: espirros, tosse e congestão nasal, o famoso nariz entupido. O resfriado também é mais curto, tendo seus sintomas mais intensos em poucos dias e de recuperação igualmente rápida.

 

Gripe atinge os pulmões e deixa bebês mais abatidos

Diferente da anterior, a gripe é transmitida pelo vírus influenza apenas, com suas poucas variações. Além de ter um contágio menos comum do que o resfriado, ela também costuma deixar os bebês mais prostrados, e seus sintomas não se limitam ao nariz e garganta, pois muitas vezes há acúmulo de secreção nos pulmões. Outros indícios podem ser a febre alta, dores no corpo, vermelhidão, tosse e falta de apetite - geralmente, bebês gripados não costumam mamar com tanta frequência. A duração da gripe também é maior, levando em torno de uma semana ou um pouco mais para se recuperar.

 

Gripe ou resfriado: observar os sintomas é essencial

Como o sistema imunológico dos bebês ainda está em formação, é importante estar atento aos sinais e alertar o pediatra ao menor sinal de gravidade. Uma gripe mal-curada, pelo acúmulo de secreção, pode gerar uma pneumonia e causar complicações. Ademais, alergias respiratórias como a bronquiolite também podem ser identificadas nessa fase de vida das crianças. É bom lembrar que a vacina contra a gripe é fundamental para prevenir infecções respiratórias de maior gravidade.

 

Gripe ou resfriado: saiba como prevenir

Algumas situações podem ser mais propícias a causar gripe ou resfriado nos bebês:

  • Mudança brusca de temperatura;
  • Baixas temperaturas no outono ou inverno;
  • Convívio com crianças em creches.

Para prevenir os episódios de gripes ou resfriados, algumas medidas simples podem ajudar:

  • Agasalhar adequadamente os bebês;
  • Evitar que coloquem chupetas e brinquedos na boca;
  • Vacinação anual contra gripe nos bebês com mais de 6 meses;
  • Evitar contato com crianças que apresentem algum sintoma. Caso o seu filho apresente algum sintoma, você deve avisar o professor e não levar o seu filho à creche;
  • Sempre higienizar objetos e mãos dos bebês.

 

Ler mais

Faça Parte do Clube dos Meus Primeiros 1000 dias

Tranquilidade na maternidade a apenas um clique de distância. Faça parte.

Conteúdo relacionado
As mães comentam este artigo0/5
Buscar

Ainda não encontrou
o que você estava procurando?

Experimente o nosso novo e inteligente mecanismo de busca. Nós sempre teremos algo para você.