CSS - followUS_icons

CSS_Brands_Megadropdown menu

CSS - BabyandMe POPIN

esconder navegacao

estilo para links e listas

esconder rendimento e cooking time

Compartilhar Artigo
X

Os 5 erros mais comuns na Alimentação Complementar

Saiba quais são para não cometê-los!

terça-feira, Julho 16th, 2019

Os primeiros 1000 dias são importantes para que seu filho aprenda sobre seus bons hábitos alimentares, conheça as falhas mais comuns ao iniciar a ingestão de sólidos.

Existem muitas recomendações para começar a Alimentação Complementar, no entanto, não é tão comum que se divulguem informações sobre as falhas mais frequentes na hora de iniciar a ingestão de sólidos. A seguir, contamos os cinco erros mais comuns:
 

Adicionar sal ou açúcar


Evite adicionar sal ou açúcar em seus alimentos durante seus primeiros meses de Alimentação Complementar, pois seu bebê ainda os está conhecendo; permita a ele descobrir o sabor natural de cada um, desta forma poderá decidir o que gosta ou não. 
Com o tempo você poderá adicionar um pouco de cada um e inclusive temperos que ajudem a melhorar o sabor das comidas.
 

Obrigá-lo a comer ou acabar com as porções
 

Este é um dos erros mais comuns; o primeiro que você deve considerar é que seu estômago é muito pequeno, por isso pode não conseguir terminar as porções. Por outro lado, seu bebê está aprendendo hábitos, obrigá-lo pode criar más experiência e por isso, ter uma má relação com a comida. 
Para resolver isso você pode considerar a densidade nutricional dos alimentos, ou seja, escolher os que ofereçam maior quantidade de vitaminas e minerais, em porções pequenas, como o cereal infantil fortificado.
 
 
Oferecer a ele alimentos inapropriados para sua idade

Existem alimentos com agentes alergênicos que seu bebê não deve consumir até depois de completar um ano de idade e esteja autorizado pelo profissional de saúde, pois poderiam desencadear alergias alimentares, são eles:

  • Leite integral
  • Ovo
  • Chocolate
  • Mel de abelha
  • Nozes
  • Amendoim
  • Cítricos

 
 
Oferecer alimentos que fornecem mais calorias que precisa

 
Neste ponto intervém a programação metabólica, que é o processo em que seu bebê aprende os hábitos alimentares que pode manter até a sua vida adulta. Neste período é importante que consuma uma quantidade saudável e de acordo com a sua idade, de: sal, açúcar, carboidratos e proteínas, pois o excesso poderia causar obesidade e sobrepeso no futuro.
 
 
Pensar que ele não gostou de um alimento depois de experimentá-lo pela primeira vez.

 
Seu bebê está conhecendo novos sabores, texturas e consistências, por isso é normal que faça gestos e pareça que um alimento o desagradou; no entanto, você precisa oferecê-lo até oito ou dez vezes antes de determinar que não gosta. Você pode testar diferentes maneiras de preparar o mesmo alimento para ver se ele aceita melhor. 
 
Lembre-se que o ideal é sentá-lo em uma cadeira especial para bebês, desligar a televisão, retirar brinquedos ou qualquer distração, para que ele foque unicamente nos alimentos. Ainda que ele seja muito pequeno, pode sentá-lo à mesa com o restante da família, pois isso o ajuda a desenvolver suas habilidades sociais e reforçar os laços afetivos.
 
Não se esqueça que os cuidados e alimentação que receber durante os primeiros 1000 dias podem fazer a diferença no seu futuro. Se deseja saber mais sobre a alimentação e cuidados que o seu bebê precisa nesta fase, cadastre-se e saiba mais. 
 

Ler mais

Faça Parte do Clube dos Meus Primeiros 1000 dias

Tranquilidade na maternidade a apenas um clique de distância. Faça parte.

  • Aprenda sobre nutrição no seu próprio ritmo
  • Experimente ferramentas práticas, feitas sob medida
  • Obtenha a ajuda e as respostas que você precisa, sem perda de tempo
Conteúdo relacionado
As mães comentam este artigo0/5
Buscar

Ainda não encontrou
o que você estava procurando?

Experimente o nosso novo e inteligente mecanismo de busca. Nós sempre teremos algo para você.