Feed icon
Artigo

Queda de cabelo pós -parto: 5 dicas para diminuir a queda de cabelo depois do nascimento do bebê

Saiba as causas da alopecia pós-parto

2mins para ler Jul 15, 2019

Muitas mães já devem ter vivido ou conhece alguma mulher que teve queda de cabelo pós-parto. Isso costuma acontecer entre o primeiro e quarto mês depois do parto, é comum que você note uma queda excessiva de cabelo -situação contrária ao que acontecia durante a gravidez, onde seu cabelo era abundante e saudável. Para entender por que isso acontece, primeiro você precisa saber que vida do cabelo tem três fases naturais:

  • A primeira fase se chama anágena, dura entre 3 e 4 anos; e é o crescimento do cabelo;
  • A segunda fase, chamada catágena, dura duas semanas, e é quando o cabelo se desprende da raiz e avança para a superfície do couro cabeludo;
  • Durante a terceira fase, telógena, dura entre 3 e 4 meses, nela os cabelos se desprendem e caem; dando passagem para a primeira fase em cada folículo piloso.

Durante a gestação, os níveis de estrogênios aumentam, fazendo com que a segunda fase se prolongue; é por isso que você tem a impressão de ter mais cabelo quando está grávida. Não obstante, estes hormônios diminuem drasticamente depois do parto, debilitando-o e provocando a queda.

A queda de cabelo pós-parto é passageira

 
Mas, fique tranquila! É uma situação passageira, que será normalizada em questão de, aproximadamente, um ano; sabemos que é muito tempo, por isso daremos uma série de cuidados que a ajudarão a evitar que caia tanto:

  • Escove seu cabelo o mínimo possível;
  • Tente não prender ou fazer tranças no cabelo;
  • Evite expor seu cabelo a fontes de calor como o secador ou chapinha;
  • Lave sua cabeça com água morna ou fria;
  • Os shampoos antiqueda podem ser de grande ajuda.

 
Uma alimentação equilibrada é uma peça chave para o cuidado do seu cabelo, já que a deficiência de algumas vitaminas pode fazer com que caiam mais que o normal. Não se esqueça que, durante o período de amamentação é muito importante ter uma boa hidratação, comer bem, fazer um pouco de exercício e tomar um multivitamínico especial; além de visitar seu profissional de saúde regularmente.