Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.

CSS - followUS_icons

CSS_Brands_Megadropdown menu

esconder navegacao

estilo para links e listas

esconder rendimento e cooking time

Compartilhar Artigo
X
criança com virose

Virose mão-pé-boca: sintomas, como evitar e como tratar

Conheça a virose mão-pé-boca 

Sexta-feira, Junho 19th, 2020

A virose mão-pé-boca é uma doença contagiosa causada pelo vírus Coxsackie da família dos enterovírus e atinge o sistema digestivo. Essa enfermidade é muito comum quando o clima começa a esfriar (outono e inverno), mas, apesar de contagiosa, quando diagnosticada ainda no ínicio não oferece riscos à criança e desaparece espontaneamente após cerca de 10 dias. Para te ajudar a entender melhor essa virose em bebês e crianças, preparamos um guia com as informações necessárias. Confira!

Virose mão-pé-boca: quais os sintomas?

Febre alta é um dos principais sintomas de virose em bebê e, nesse caso específico, cerca de 3 a 5 dias depois começam a surgir pequenas bolinhas com líquido nos pés, mãos e boca (daí o nome dado à doença). Com a evolução da doença, as bolhas estouram e podem causar bastante incômodo nos bebês e crianças, principalmente na região da boca - fazendo com que a criança perca o apetite. A criança também pode apresentar mal-estar, diarreia, vômitos e gânglios aumentados. O incômodo na região bucal pode causar aumento da salivação e dificuldades para engolir.

Como evitar a virose mão-pé-boca?

O contágio e transmissão da doença é via oral e/ou fecal, através de secreções (tosse e espirro). No caso das crianças, a troca de chupetas, brinquedos e até mesmo contato com as fezes pode ser o fator transmissor. Como em épocas mais frias ocorre uma maior aglomeração de crianças, há uma maior taxa de contaminação. Para evitar a contaminação, é importante evitar o contato com crianças infectadas (em casos de irmão, o melhor é ficar de olho e evitar o contato muito próximo, abraços e beijos), tomar cuidado com a troca de chupetas e brinquedos em parquinhos e evitar o contato direto da criança nos fraldários públicos.

Qual o tratamento para a virose mão-pé-boca?

Além de não ter vacina, essa virose não cria imunidade após o primeiro caso, ou seja, a criança pode ser infectada mais de uma vez. Devido aos sintomas apresentados, as crianças precisam sempre se manter bem hidratadas, alimentadas e permanecer em repouso. Lembramos que o diagnóstico e tratamento corretos devem ser orientados pelo pediatra que acompanha o seu filho. Para isso, além da análise clínica, o médico pode solicitar exame laboratoriais de fezes e sangue.

 

Ler mais

Faça Parte do Clube dos Meus Primeiros 1000 dias

Tranquilidade na maternidade a apenas um clique de distância. Faça parte.

  • Aprenda sobre nutrição no seu próprio ritmo
  • Experimente ferramentas práticas, feitas sob medida
  • Obtenha a ajuda e as respostas que você precisa, sem perda de tempo

Vamos Começar!

Conteúdo relacionado
As mães comentam este artigo0/5
Buscar

Ainda não encontrou
o que você estava procurando?

Experimente o nosso novo e inteligente mecanismo de busca. Nós sempre teremos algo para você.