Pré-Concepção
Artigo
Add this post to favorites

Está tendo dificuldades para engravidar? Saiba quando se consultar com um médico de fertilidade

0
0 avaliações

Por que não consigo engravidar? Se você está tentando engravidar há um tempo, saiba quando se consultar com um especialista em fertilidade.

5mins para ler Jun 27, 2022

Saiba quando se consultar com um médico de fertilidade e o que esperar, em nosso guia prático.

Por que não consigo engravidar? Você está pronta para começar ou ampliar a sua família, mas todo mês o seu teste de gravidez apresenta o resultado negativo? Isso pode ser frustrante e, muitas vezes, de partir o coração. Tente não entrar em pânico, mas se você está tentando há um tempo e está se perguntando quando consultar um médico especialista em fertilidade, leia o nosso guia prático para saber quando começar um tratamento de fertilidade e o que esperar.

1. O momento para se consultar com um médico de fertilidade pode depender da sua idade e condições de saúde. Se você tem 35 anos ou menos e é saudável, os médicos recomendam que você tente engravidar por um ano antes de procurar mais conselhos do seu profissional de saúde. Estudos mostram que 84% dos casais concebem dentro de um ano, depois de fazer sexo sem preservativos, regularmente, a cada dois ou três dias. Isso dito, a fertilidade na mulher diminui à medida que ela envelhece. Portanto, se você está acima dos 36 anos, ou pensa que possui problemas de fertilidade, você pode querer falar com um profissional mais cedo. Se você está em um casal, é sempre uma boa ideia conversar sobre a possibilidade de visitar um médico de fertilidade, e ir às consultas em conjunto. Não apenas porque será melhor para te preparar para o que acontecerá de novo na sua jornada, mas também porque ambos podem apresentar problemas de fertilidade.

2. Sua consulta inicial de fertilidade. Você deve falar com o seu médico geral e perguntar “Por que eu não consigo engravidar?” ou você pode entrar em contato direto com uma clínica de fertilidade. Seja qual for o seu caminho para aconselhamento e tratamento de fertilidade, você terá uma avaliação inicial para explorar possíveis razões pelas quais você não pode engravidar. Isso provavelmente abrangerá tópicos relacionados a se você já esteve grávida antes ou teve abortos espontâneos, há quanto tempo você está tentando ter um bebê, frequência de sexo sem preservativos, métodos de contracepção, histórico médico, uso de medicamentos, dieta, estilo de vida e IMC (índice de massa corporal). Você também pode querer conselhos sobre como melhorar seu estilo de vida para impulsionar a sua fertilidade. Leia a lista “Dicas para tentar engravidar” para saber mais.

3. Testes para problemas de fertilidade. Após a sua consulta inicial de fertilidade, o próximo passo é investigar as possíveis causas para você não conseguir engravidar. Você provavelmente terá de passar por um exame físico e será indicado a fazer testes, incluindo (se você for mulher) hemogramas, para conferir os níveis hormonais, e ultrassons, para verificar seus ovários e tubas uterinas, ou análise de sêmen (se você for homem). Como alguns desses testes podem demorar um tempo e podem exigir que você vá em dias específicos do seu ciclo menstrual, é melhor estar preparada e procurar aconselhamento sobre fertilidade em tempo útil.

4. Entender e lidar com um diagnóstico de infertilidade. Se você tem tentado engravidar por um ano ou mais, sem sucesso, você e/ou seu parceiro podem ser diagnosticados como inférteis. Isso pode se resumir a uma causa conhecida, por exemplo, ovulação irregular, tubas uterinas bloqueadas ou danificadas, endometriose ou má qualidade do esperma. Porém, em 25% dos casos, a razão para infertilidade é desconhecida, ou definida como infertilidade inexplicável, o que pode ser frustrante. Leia o nosso guia sobre “Como lidar com a infertilidade” para saber mais. Por mais devastadores que os problemas de fertilidade possam ser, tente ter coragem. É possível tratar 85-90% dos casos de infertilidade com terapias médicas, como tratamento medicamentoso e cirurgia.

5. Explorar soluções de fertilidade e passar por tratamento. Seu médico de fertilidade estará apto a te guiar de acordo com a suas necessidades e situação específica, ajudando a decidir quais soluções devem ser as melhores. Isso pode envolver o uso de medicamentos, a realização de cirurgia, de técnicas de concepção assistida, como fertilização in vitro e inseminação intrauterina, ou uma combinação de tratamentos. O tratamento de fertilidade pode ser longo, sendo uma jornada física e emocionalmente desgastante. Também pode ser caro, dependendo de onde você fará o tratamento. Receber apoio da família, de amigos, de colegas de trabalho, de grupos de apoio, e da sua equipe de fertilidade podem te ajudar a passar por tudo. Não esqueça, também, de ter um cuidado extra consigo mesmo, seguindo um estilo de vida e uma dieta saudáveis – isso irá ajudar a colocá-lo mental e fisicamente no melhor lugar para conceber e criar um bebê.

6. Caminhos alternativos para se tornar mãe ou pai. Claro que, dependendo do seu diagnóstico, seus sentimentos sobre o tratamento de fertilidade e as possíveis implicações emocionais e financeiras de fazê-lo, podem levá-lo a considerar outras maneiras de começar uma família. Isso pode significar pensar em utilizar óvulos ou esperma de doadores, barriga solidária (onde uma mãe solidária carrega a gravidez) ou adoção. Ou talvez você não queira pensar sobre nenhuma dessas alternativas. Independentemente do que você escolher, o apoio atencioso será valioso para ajudá-lo a percorrer os próximos passos para você e sua família.

As orientações acima não substituem uma consulta médica. Não deixe de consultar seu profissional de saúde para obter orientações individualizadas.

rating review icon
Avaliações recentes

Média das avaliações

0
0
0 avaliações

Avaliações do momento

  • 5 star
    0
  • 4 star
    0
  • 3 star
    0
  • 2 star
    0
  • 1 star
    0

Adicione uma nova avaliação