MyFeed Personalized Content
6 a 8 meses
Artigo
Add this post to favorites

A AVEIA: um importante cereal na Nutrição Infantil

Os cereais são uma das principais fontes de carboidratos e auxiliam na adequação do fornecimento de energia para a criança brincar, crescer e se desenvolver.

4mins para ler Out 7, 2021

A alimentação complementar é uma das fases importantes para o crescimento e desenvolvimento da criança.1

Entre os 6 e 8 meses de idade, a maioria dos bebês está se adaptando à transição da sucção para a fase de manejo oral de alimentos semissólidos a sólidos, e sua capacidade gástrica, em crescente adaptação, possibilitará a introdução de mais uma refeição em seu esquema alimentar: o café da manhã.2

A acelerada velocidade de crescimento no primeiro ano de vida e o aumento da energia gasta com a atividade física justificam a importância de um aporte adequado de nutrientes energéticos, como os carboidratos.3

Os cereais são uma das principais fontes de carboidratos e auxiliam na adequação do fornecimento energia para a criança brincar, crescer e se desenvolver. Além disso, os cereais também são ótimas fontes de vitaminas, minerais e fibras, especialmente os integrais.2,4,5

Por serem facilmente incorporados aos alimentos pastosos e semissólidos, atendem à maturidade fisiológica e ao desenvolvimento neuropsicomotor. A partir de um ano de idade, podem ser consumidos com frutas picadas e leite, como uma excelente fonte de nutrientes e mantendo os pequenos com bastante energia ao longo da manhã.3-5

O amido da aveia, excelente fonte de carboidrato para os pequenos, é facilmente digerido pelas enzimas do trato digestivo do bebê, sendo bem tolerado, e uma parte chega até o intestino grosso, sendo fermentado pelas bactérias e auxiliando na regularidade do trânsito intestinal. Além disso, o amido junto às fibras da aveia, contribui para controle da glicemia.6-10

A qualidade e teor de proteínas na aveia são reconhecidamente superiores a outros cereais, pois fornecem aminoácidos importantes para construção de proteínas corporais, síntese de hormônios e neurotransmissores, e manutenção de imunidade.11
A aveia é rica em minerais como ferro, magnésio, fósforo, zinco, manganês, e vitaminas B1 e B5.3 As vitaminas e os minerais possuem um importante papel na manutenção do crescimento e desenvolvimento infantil, auxiliam na formação de tecidos, na contração muscular, no desenvolvimento neurológico e na participação do metabolismo energético.11

As fibras da aveia são capazes de regular o trânsito intestinal; por absorverem água, aumentam o volume das fezes, aliviando quadros de constipação. No intestino grosso, são fermentadas e aumentam a colonização por bactérias probióticas. Também são importantes para regular a saciedade após a refeição.12,13

Com relação às características sensoriais da aveia, suas propriedades de retenção de umidade e fácil solubilidade, além de sabor e texturas suaves, viabilizam seu uso em mingaus ou cremes (na forma de flocos ou instantâneo), obtendo uma perfeita mistura em adição aos líquidos quentes, que a torna um cereal bem aceito pelas crianças. Além disso, também pode ser utilizada como cereal frio, sendo adicionada em misturas com outros alimentos, por exemplo polvilhada sobre frutas no café da manhã, agregando valor nutritivo aos demais alimentos.13

Pensando nesses benefícios, os cereais infantis Mucilon Arroz e Aveia, Arroz Aveia e Ameixa, Aveia Trigo e Leite, 5 Cereais com Banana e Maçã e 5 Cereais com Quinoa são feitos com aveia integral* e contam com 13 vitaminas e minerais, e são ricos em nutrientes importantes para a imunidade** e desenvolvimento cerebral***. 

*Arroz e Aveia – 14% de aveia integral; Arroz Aveia e Ameixa – 12% de aveia integral; Aveia Trigo e Leite – 20% de aveia integral; 5 Cereais com Banana e Maçã – 13% de aveia integral; 5 Cereais com Quinoa – 15% de aveia integral
**Vitaminas A, C, D, E, B6, B9 (ácido fólico), ferro e zinco
***O ferro e o zinco participam dos processos cerebrais, responsáveis pelo adequado desenvolvimento e funcionamento desse órgão.

Referências Bibliográficas

1. Sociedade Brasileira de Pediatria. Manual de Alimentação da Infância à Adolescência. 4ª ed. 2018.
2. Englyst, H. N.; Wiggins, H. S.; Cummings, J. H. Determination of the non-starch polysaccharides in plant foods by gas-liquid chromatography of constituent sugars as alditol acetates. Analyst, 1982. v.107, p.307-318.
3. Oliveira, F.L.C. A importância dos cereais na alimentação infantil. Pediatria Moderna. Mar/Abr: 2007, 3(2).
4. Sarni, R.O.S. Importância da alimentação complementar na saúde do lactente: o papel dos cereais. Publicações Científicas. Nestle Nutrition Institute
5. AKRÉ, J. (Ed.). Organização Mundial da Saúde. Alimentação infantil: bases fisiológicas. 1997, 89p.
6. Vale Pereira, M.E do. Avaliação de amido total e resistente de Aveia (Avena sativa L.) após diferentes processamentos e digestão in vitro. Dissertação de Mestrado – UFSC. 2018.
7. Champ, M.; Faisant, N. Resistant starch: analytical and physiological aspects. Bol SBCTA, v.30, n.1, p.37- 43, 1996.
8. Yue, P.; Waring, S. Resistant starch in food applications. Cereal Food World, v.43, n.9, p.690-695, 1998.
9. Jenkins, D. J. A.; et al. Physiological effects of resistant 81 starches on fecal bulk, short chain fatty acids, blood lipids and glycemic index. Journal of American College Nutrition, v.17, n.6, p.609- 616, 1998.
10. Mahan, L.K; Escott-Stump, S. Krause: Alimentos, nutrição e dietoterapia. 11ª ed. São Paulo, Roca: 2005. 1242p.
11. Malanchen, B.E. et al. Composição e propriedades funcionais da aveia. FAG Journal of Health. 2019, 1 (2), p. 185-200.
12. Walker, A.R.P. Does the dietary fiber hypothesis really “work”? Cereal Foods World, 1993: 38(3), p. 128-134.
13. Gutkoski, L.C.; Pedó, I. Aveia: composição química, valor nutricional e processamento. São Paulo, Livraria Varela, 2000.