MyFeed Personalized Content
0 a 5 meses
Artigo
Add this post to favorites

Icterícia neonatal: o que é, qual o tratamento indicado e outras informações

0
0 reviews

A icterícia neonatal é um problema muito comum, que atinge cerca de 80% dos bebês recém-nascidos no Brasil.

2mins para ler Abr 20, 2021

Ela é caracterizada por deixar a pele das crianças amarelada, ou até mesmo alaranjada, dependendo do caso; isso se deve ao aumento de produção de bilirrubina, um pigmento amarelo contido no sangue, que se não é filtrado pelo fígado de forma adequada, causa a coloração estranha. Porém, apesar de comum, a icterícia exige tratamentos específicos em alguns casos e é preciso segui-lo, para que não haja maiores complicações. Entenda mais sobre essa doença.


Como diagnosticar a icterícia neonatal?

O diagnóstico primário desta doença é de fácil identificação por parte do pediatra, já que além da pele, também olhos e boca podem apresentar a coloração amarelada típica. Entretanto, alguns exames devem ser realizados para constatar não só que há excesso de bilirrubina, mas sim o quanto desse pigmento está excessivo.

Um dos motivos para a icterícia, por exemplo, pode ser a incompatibilidade do fator rh sanguíneo entre mãe e filho, que causam desestabilização no sangue, ou por algum trauma que a mulher tenha sofrido durante a gravidez e gerado uma contenção de sangue em local específico, como um hematoma, ou até mesmo algum problema hepático. Esse diagnóstico pode ser feito através de um exame laboratorial, por análise de sangue, bem simples, mas que consegue determinar quais serão os próximos passos do tratamento a serem tomados.

Banho de sol é o tratamento mais comum para icterícia neonatal

Em casos leves, a icterícia não carece de tratamento específico, mas recomenda-se sempre banhos de sol por algum período determinado, em horário e de modo específicos,pois a luz do sol pode afetar os bebês. Entretanto, se ainda assim a doença não regredir de forma gradual, ou em casos de maior gravidade, o pediatra pode recomendar a fototerapia, tratamento à base de luz artificial, quase sempre realizado na própria maternidade.

Caso não tratada, a icterícia prejudica o sistema nervoso

Apesar do tratamento para a icterícia neonatal ser muito simples, é necessário que o tratamento seja seguido à risca. Caso a icterícia se agrave, a bilirrubina pode afetar o SNC (sistema nervoso central), causando lesões e até mesmo encefalopatia. Por isso, todo cuidado é pouco ao cuidar de seu pequeno. Em caso de persistência dos sintomas, procure um médico.