MyFeed Personalized Content
0 a 5 meses
Artigo
Add this post to favorites

O desenvolvimento do cérebro do bebê

0
0 reviews

É incrível ver o bebê aprender tantas coisas novas. A cada dia há novos progressos – uma rápida aprendizagem. Quem sabe se não está ali um futuro Einstein?

3mins para ler Jul 13, 2016

Veja como ocorre o desenvolvimento do cérebro do bebê

Durante o primeiro ano de vida, o bebê tem um desenvolvimento substancial. O seu peso triplica e a sua altura duplica!

Sabia que o crescimento mais significativo acontece nos bastidores – na cabeça do seu bebê? Nos primeiros dois anos, o cérebro vai criar dois milhões de ligações por segundo.

Um bebê nasce tão "inteligente" quanto um adulto?

Apesar de trabalhar com bebês pequenos há muitos anos, ainda fico fascinado em saber que o bebê tem, desde que nasce, todas as faculdades mentais! É interessante saber que o cérebro de um recém-nascido tem mais ligações neuronais do que o de um adulto. É aquilo que chamamos capacidades inatas.

Por exemplo, o seu bebê é capaz de reconhecer todos os sons, mesmo de outras línguas, ao mesmo tempo que a sua língua materna vai modulando a audição e a fala. Tem reflexos automáticos como agarrar, cruzar os braços ou caminhar, apesar de só serem fisicamente possíveis aos oito meses.

As suas ligações neuronais vão gradualmente regredindo, de modo a deixar espaço para a aprendizagem. Os meus colegas neurologistas chamam isso de "massacre neural", como se o cérebro necessitasse de se sobrecarregar de modo a poder, depois, se desenvolver.

Qual o papel da educação e da aprendizagem?

Na realidade, a inteligência surge assim que o bebê começa a aprender coisas novas e é capaz de se adaptar a novas situações.

A partir daí, as suas capacidades psicomotoras e emocionais vão sendo definidas por aquilo que o rodeia. O seu cérebro "grava" tudo e nada escapa à sua atenção. Com os seus cinco sentidos em alerta, ouvindo todos os dias a sua língua materna, o cérebro vai gradualmente se organizando.

É a grande quantidade de informação continuamente "gravada" que estrutura as conexões cerebrais, a via pela qual o bebê aprende a falar, comer sozinho, largar as fraldas e também pela qual experimenta sentimentos e emoções. Esse desenvolvimento é fascinante de estudar!

Como posso ajudar o meu a bebê a se desenvolver, a coordenar os movimentos e a ficar mais alerta?

Simplesmente, vivendo com ele, incluindo-o na vida familiar. Tudo o que fazemos fascina o bebê, mas evite o excesso de estimulação. Se o seu bebê quer um abraço, dê-lhe um, sem se preocupar com o que os outros possam pensar. As crianças têm o seu próprio ritmo de desenvolvimento e os pais têm de se adaptar a isso! Muitas vezes é preciso repetir isso a pais que têm valores excessivamente normativos e com regras rígidas.