MyFeed Personalized Content
1 a 3 anos
Artigo
Add this post to favorites

Atividades ao ar livre são essenciais para o desenvolvimento infantil

Nada mais delicioso que estar ao ar livre! Entrar em contato com a natureza é prazeroso e divertido, principalmente para as crianças, que em geral adoram passeios e atividades a céu aberto.

3mins para ler Abr 21, 2021

Mas sabia que além de super agradáveis, elas também podem ser incrivelmente saudáveis e ajudar no desenvolvimento do seu filho? Pois é! O contato com a natureza pode acarretar diversos benefícios para o corpo e a mente dos pequenos. Quer entender melhor como isso acontece? Veja abaixo o que atividades ao ar livre podem fazer pelas crianças.


Estímulo aos sentidos, coordenação motora e à concentração

Fazer brincadeiras e atividades ao ar livre estimula vários sentidos: tato, ao entrar em contato com a grama ou sentir o vento, olfato, com os diferentes cheiros dos ambientes, visão e audição, a partir dos sons e vistas característicos de cada ambiente da natureza. É muito importante deixar a criança explorar o local, nem que seja apenas aquele parquinho perto de casa, para que o espaço proporcione a ela essas diversas experiências. O contato com o natural, de acordo com estudos publicados no Journal Of Environmental Psychology (EUA), também aguça a concentração, ajudando nos estudos, por exemplo. Estar em diversos ambientes da natureza também auxilia no melhor desenvolvimento motor e de equilíbrio, pois é necessário que a criança se adapte aos diversos tipos de solo e de terreno, crie noção espacial e entenda quando deve parar ou correr.

Brincar ao ar livre diminui o risco de ansiedade e obesidade infantil

A saúde também é muito beneficiada quando falamos de se movimentar ao ar livre - não só a física, como a mental também. Brincar ao ar livre diminui os níveis de estresse e ansiedade das crianças, além de auxiliar na prevenção de transtornos como TDAH (Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade). A autoconfiança também é trabalhada, visto que a criança precisa encarar desafios para explorar o espaço, pular, trepar, cair e levantar, melhorando a autoestima e ajudando a criança a lidar com frustrações, trabalhar a resiliência e estimular competências e habilidades, pois os pequenos descobrem no que podem ser bons. Também é consenso pela Sociedade Brasileira de Pediatria que o contato entre a criança e a natureza pode ajudar a prevenir a obesidade infantil, uma doença séria que afeta milhões de crianças todos os anos no Brasil.

Atividades ao ar livre melhoram a relação entre a criança e o meio ambiente

A questão ambiental também é outro ponto fundamental trabalhado na infância quando se pratica atividades ao ar livre. Isso porque o contato com a natureza faz com que a criança queira preservar e valorizar aquele lugar, sendo mais consciente em relação ao meio ambiente e aos cuidados para preservação de matas, florestas, praias e parques. Esse fator também contribui para que a criança estabeleça um senso crítico social maior, uma relação melhor com o consumo consciente e diminui o risco de criar vício em tecnologia, um problema que pode afetar inclusive a saúde dos pequenos.