A partir dos 6 meses
Artigo
Add this post to favorites

Introdução alimentar: saiba por onde começar

5
5/5 1 avaliações

Nutricionista tira dúvidas e dá dicas sobre como e quando deve ser feita a introdução alimentar dos bebês

4mins para ler Nov 30, 2022

Quando oferecer novos alimentos aos bebês? Quais são os mais indicados? E como deve ser a consistência? É preciso variar o cardápio?

São muitas as dúvidas de pais e mães sobre nutrição infantil, especialmente a respeito da introdução alimentar. Pensando nisso, o Nestlé Baby&Me convidou quem realmente entende do assunto. 

A nutricionista materno infantil Maria Eugênia Deutrich fala, no segundo módulo da série sobre alimentação complementar, a respeito dos desafios dessa etapa da alimentação infantil. A introdução alimentar acontece justamente após o sexto mês de vida do bebê, visto que o primeiro semestre é o período dedicado à amamentação exclusiva da criança.

Dra. Maria Eugênia Deutrich Aydos

Dra. Maria Eugênia Deutrich Aydos

Nutricionista Materno Infantil

  • Mestre em Medicina pela UFCSPA - RS
  • Nutricionista Materno Infantil
  • Nutricionista Pro Criança Cardíaca
  • Mais de 10 anos de experiência Hospitalar Infantil
  • Professora de Pós Graduação

Como começar a introdução alimentar

A Organização Mundial da Saúde (OMS), o Ministério da Saúde e a Sociedade Brasileira de Pediatria recomendam que durante o primeiro semestre de vida do bebê, o aleitamento materno deva ser a fonte exclusiva de alimentação do bebê, sem nenhum outro alimento, nem mesmo água. 

A partir do sexto mês de vida, alimentar-se apenas do leite da mãe já não é mais suficiente para suprir as demandas nutricionais do bebê. É justamente nesse período em que as autoridades de Saúde orientam para a introdução da alimentação complementar. Ou seja, quando são adicionadas outras comidas para integrar as refeições dos bebês, cujo alimento primário segue sendo o leite materno até os 2 anos de idade ou mais. 

Deutrich comenta que o líquido amniótico e o leite materno são fontes ricas em experiências sensoriais, e a exposição a diferentes aromas e sabores durante o período de gestação e amamentação podem impactar nas preferências alimentares durante a vida.

“Isso significa que, uma mãe que tem preferência por cenoura, por exemplo, durante a gestação e a amamentação, a criança pode sentir o sabor e aroma através do líquido amniótico e do leite materno, e recordar esse sabor ao iniciar a introdução da alimentação complementar e ter preferência sobre aquele alimento”, disse a nutricionista. 

Por que só a partir do sexto mês?

A Sociedade Brasileira de Pediatria destaca que, a partir do 6 mês, as necessidades nutricionais já não são mais atendidas apenas pelo leite materno. Por exemplo: nessa etapa, as enzimas que facilitam a digestão já estão em quantidade suficiente para começar a introdução de alimentos sólidos. Além disso, os estoques de ferro também já foram esgotados após o primeiro semestre. 

Cuidados sobre a introdução alimentar precoce e tardia

Antes de começar a dar os primeiros alimentos aos bebês, os pais precisam se atentar a alguns pontos importantes. A Dra. Deutrich aponta alguns exemplos pelos quais a alimentação complementar precoce, ou seja, antes do 6º mês, não é recomendada. São eles:

  • Diminuição da duração do aleitamento materno;
  • Redução dos fatores de proteção do aleitamento materno;
  • Risco de contaminação no manuseio dos alimentos.

Além disso, a especialista também alerta sobre a introdução alimentar tardia. Isso pode:

  • Comprometer o crescimento e desenvolvimento do bebê; 
  • Aumentar os riscos de anemia ferropriva e desnutrição;
  • Contribuir para o desenvolvimento de alergias.

Sinais para iniciar a alimentação complementar

Além da indicação de introduzir novos alimentos a partir do sexto mês de vida do bebê, há fatores muito importantes para identificar se o bebê já se encontra apto a iniciar o processo de introdução alimentar, com risco menor de se engasgar. A nutricionista destaca alguns sinais de prontidão que precisam ser levados em consideração. Segundo ela, com 6 meses de idade espera-se que a criança:

Saiba mais sobre introdução alimentar! 

O Nestlé Baby&Me tem uma série de conteúdos voltados à introdução alimentar. Acesse já!

Além disso, você também pode conferir o livro de primeiras comidinhas para bebês, com dicas de especialistas sobre quando e como começar a introdução alimentar, e sugestões de várias receitas fáceis de preparar.

Lembre-se! As orientações acima não substituem uma consulta médica. Não deixe de consultar o pediatra ou nutricionista de seu filho para obter orientações individualizadas.

rating review icon
Avaliações recentes

Média das avaliações

5
5
1 avaliações

Avaliações do momento

  • 5 star
    1
  • 4 star
    0
  • 3 star
    0
  • 2 star
    0
  • 1 star
    0

Adicione uma nova avaliação

5
Rachel Lima Set 13, 2023
Search icon

Ainda não encontrou o que você estava procurando?

Experimente o nosso novo e inteligente mecanismo de busca. Nós sempre teremos algo para você.

Faça Parte do

MVP Logo

Tenha acesso aos benefícios!

  • Descontos

    Descontos

    Descontos exclusivos para você e seu bebê! Confira nossos parceiros! Descontos não aplicáveis para Fórmulas Infantis 0-12 meses

  • Conteúdos

    Conteúdos e Ferramentas

    Conteúdos especiais e Ferramentas interativas para te apoiar em toda a jornada!

  • Informação

    Teste Grátis Kinedu

    Acesse conteúdos sobre o desenvolvimento do seu pequeno no aplicativo Kinedu!

  • Especialistas

    Especialistas

    Tire suas dúvidas com um especialista preparado para te atender!