CSS - followUS_icons

CSS_Brands_Megadropdown menu

CSS - BabyandMe POPIN

CSS - Benefits

CSS - Nutritional-Program

CSS GERAL MUCILON PRODUCTS

esconder navegacao

estilo para links e listas

esconder rendimento e cooking time

Compartilhar Artigo
X

Crianças e tecnologia: o que fazer para o seu filho não criar dependência de televisão e celular

Veja dicas de como distrair as crianças sem o uso de tecnologias 

segunda-feira, Novembro 23rd, 2020

As brincadeiras de criança de antigamente foram dando espaço aos celulares, televisões, tablets e qualquer outro aparelho eletrônico. Os pequenos criaram fascínio pelas cores vibrantes, sons, interatividade e o imediatismo, já que filmes, desenhos e músicas estão a apenas um click de distância. Não podemos negar que as crianças já nascidas na era digital parecem vir com uma habilidade extra com tecnologias, mas, apesar dessa facilidade de mexer em aparelhos eletrônicos, isso não deve ser sinônimo de livre demanda e uso indiscriminado desses dispositivos.

Desenvolvimento infantil: por que o uso de eletrônicos precisa ser limitado?

A Sociedade Brasileira de Pediatria lançou um Manual de Saúde de Crianças e Adolescentes na Era Digital. Nele, os especialistas explicam que a “tecnologia influencia comportamentos através do mundo digital, modificando hábitos desde a infância, que podem causar prejuízos e danos à saúde”. O uso precoce e intenso de aparelhos eletrônicos (seja para jogar, assistir filmes e desenhos e até mesmo redes sociais) pode causar dificuldades escolares, dependência e dificuldades de socialização. Além desses danos, pode causar problemas psicológicos como ansiedade, transtorno de sono, problemas visuais, posturais, auditivos e muitos outros. Veja abaixo as recomendações da Sociedade Brasileira de Pediatria quanto ao uso de aparelho eletrônicos:

  • Até 2 anos de idade: além de não deixar as crianças na frente das telas, os pais devem evitar usar eletrônicos perto dos bebês, principalmente entre 1 e 2 horas antes de dormir e fora do horário das refeições.
  • Entre 2 e 5 anos de idade: os pais devem limitar o uso a 1 hora diária de telas, de preferência longe do horário de dormir e comer.

O uso sempre tem que ser acompanhado dos pais e responsáveis e, nos casos das crianças mais velhas, deve-se conversar com ela sobre os riscos que o mundo virtual oferece como: pedofilia, exposição a haters, sites impróprios para a idade, etc.

3 brincadeiras de crianças para substituir o uso de eletrônicos

Muitos pais acabam permitindo que os filhos usem celulares e tablets para que eles se acalmem por alguns minutos, principalmente em viagens ou ambientes públicos, como restaurantes, por exemplo. Esse hábito, além de prejudicar a capacidade de socialização da criança, aumenta a ansiedade, faz com que ela não saiba lidar com o tédio e nem estimula a criatividade. Pensando nisso, vamos dar algumas sugestões de brincadeiras para você sugerir e fazer com o pequeno nessas situações e evitar o uso de eletrônicos. Veja abaixo:

  • Sempre que for levar a criança a restaurantes, leva um kit com objetos que possam distrair a criança: livrinhos, bloco de desenho, lápis de cor, bonecos;
  • Estimule a criatividade da criança: ela pode criar uma história com os sachês de sal e açúcar (fechados, é claro), por exemplo;
  • Inclua a criança nas conversas: pergunte a elas como foi o dia, se ela gostou da comida, qual a comida preferida dela, etc.
Nanlac Supreme

Ler mais

Faça Parte do Clube dos Meus Primeiros 1000 dias

Tranquilidade na maternidade a apenas um clique de distância. Faça parte.

Conteúdo relacionado
As mães comentam este artigo5/5
avatar
avatar

Brincar é sempre melhor

Ótimas dicas. Os pais também precisam entender que estar com as crianças em locais públicos é uma ótima oportunidade de mostrar a ela o mundo social com outras pessoas. Deixá-la observar as pessoas deixar interagir, andar pelo ambiente junto da criança para que ela se sinta segura já que estará conhecendo melhor aquele lugar. Adorei a dica de brincar com os saches. Muitos pais acham que as crianças não podem mexer em nada e não percebem que muitas investigações da criança podem ser exploradas sem problemas.

Buscar

Ainda não encontrou
o que você estava procurando?

Experimente o nosso novo e inteligente mecanismo de busca. Nós sempre teremos algo para você.